domingo, 27 de março de 2011

MINISTROS OU OPORTUNISTAS?

Querido irmão e leitor, todas as palavras que serão expostas neste espaço, tem o unico objetivo de edificar e estruturar a nossa fé e relacionamento com o Senhor, não estou usando este espaço para difamar ou atacar ministérios de igrejas e seus respectivos líderes.Porém devo me conscientizar que a igreja que se diz evangélica está a cada dia que se passa se corronpendo e apresentando um evangelho falsificado e sobre tudo comercial, anularam a mensagem da cruz e oferecem ao povo um evangelho clonado e que não tem nada a ver com o Evangelho genuíno de Jesus Cristo.

E os culpados por tudo isso, são justamente os líderes e guias do povo, tanto é verdade que está escrito: Coisa espantosa e horrenda se anda se fazendo na terra, os profetas profetizam falsamente, e os sacerdotes dominam de mãos dadas com eles; e é isso que o meu povo deseja...(Jeremias 5:31) Na realidade de hoje em dia ha pregadores que pregam o que o povo deseja, mas não pregam o que Deus Deseja falar, hoje há uma febre entre líderes evangélicos pelo afã de serem reconhecidos como ministros de Cristo, e até chegam ao ponto de serem consagrados como apóstolos, mas não agem como agiram os verdadeiros apóstolos. Estes supostos apóstolos atuais são oportunistas e só visam status e uma vida de glamour. Porém preste atenção no relato do apóstolo Paulo em relação ao seu ministério:

Porque a mim me parece que Deus nos colocou a nós os apóstolos, em ultimo lugar, como se fossemos condenados a morte; porque nos tornamanos espetáculo ao mundo, tanto aos anjos como aos homens...até a presente hora, sofremos fome e sede e nudez; somos esbofeteados, e não temos morada certa...temos chegado a ser considerados como lixo deste mundo e escória de todos.(1Corintios 4:9) Agora eu pergunto? estes oportunistas só pregam o evangelho da prosperidade e motivam aos fiéis a determinarem a Deus bençãos materiais, mas não pregam contra o pecado que está contaminando e matando a Igreja e tudo isso está ocorrendo porque eles mesmos estão contaminados e a maioria dos fiéis estão se corrompendo por falta da verdadeira profecia, pois aonde não há profecia o povo se corrompe.

No tempo dos profetas a casa do Senhor já estava contaminada, pois está escrito; Pois estão contaminados tanto o profeta como o sacerdote; até na minha casa achei a sua maldade, diz o Senhor.(Jeremias 23:11) E nos dias atuais, será que a casa de Deus está servindo de casa de oração para todos os póvos? É obvio que não, os seus líderes fizeram da Casa do Senhor um shopping da Fé e fazem do povo massa de manobra, e como diz o texto acima, e assim o meu povo deseja. Realmente o povo deseja pregadores que preguem o Evangelho agradável e suave, e isto já ocorria no Velho Testamento, pois está escrito: Porque povo rebelde é este, filhos mentirosos, filhos que não querem ouvir a Lei do Senhor.

Eles dizem aos videntes: não vejais e aos profetas não profetizeis para nós o que é reto; diga-nos palavras aprazíveis, profetiza-nos ilusões;...não faleis mais no nome do Senhor.(Isaias 30:9) É por esta razão que estes pregadores são aclamados pelos supostos fiéis como apóstolos, mas na realidade não passam de mentirosos, pois suas vidas não condizem com a verdade, tanto é que está escrito:...e puseste a prova os que se declaram apóstolos e não são, e os achaste mentirosos. Apocalipse 2:2) e para complementar o apóstolo Paulo disse, porque tais falsos apóstolos, são obreiros fraudulentos, transfigurando-se em apóstolos de Cristo. Mas não é de admirar porque o próprio satánas se transfigura em anjo de luz.
(2 Corintios 11:13)Quem tem entendimento para entender que entenda.
Amém!

sexta-feira, 18 de março de 2011

PROJETO ABENÇOAR




um projeto que visa prestar serviços de utilidade pública à comunidade.
No dia 26 de março de 2011 a ser realizado no Novo Ginásio da Avenida 22 do
JEREISSATI II (Ao lado do Colégio Luisa Teodoro), um dia de ação social
onde várias atividades serão realizadas em prol da comunidade do
Jereissate e circunvizinhança dentre as atividades realizadas vamos
contar com:
A empresa Dentalvida estará ministrando uma palestra de Higiene Bucal e distribuindo Kit's (Escova, Creme e Fio dental);
Uma profissional da área de Recursos Humanos estará ministrando uma palestra de Orientação Profissional, elaboração e impressão de Currículos;
Emissão de RG;
A presença do Conselho Tutelar para emissão de 2 via da Certidão de Nascimento;
Uma estudante de nutrição estará calculando IMC ndice de Massa Corporea e
dando algumas orientações sobre uma alimentação saudável;
Orientação Jurídica;
Profissionais da área de saúde estarão medindo a pressão arterial, realizando o teste de glicose;
Atividades Recreativas para as crianças;
Cadastramento do bolsa familia;
Atendimento com o conselho tutelar e emissão de segunda via de registro de nascimento; Atividade recreativa com as crianças e muito mais...
ALÉM DE TODAS ESSAS ATIVIDADES, A NOITE TEREMOS A CELEBRAÇÃO DO ANIVERSÁRIO
DA IGREJA COM UM CULTO ABENÇOADO E SORTEIO DE CESTAS BÁSICAS E BRINDES! É A SEM FRONTEIRAS, LEVANDO A PALAVRA QUE RESTAURA VIDAS!VOCÊ NÃO PODE PERDER!


Realização: IESF - Igreja Evangélica Sem Fronteiras!

ARRASTÃO NAS IGREJAS




Bando de ladrões, (Arrastão nas igrejas)
( 146 visitas )


Por: Pr Silvio Fernandes da Silva
Igreja Batista Graciosa Paz - Contagem - MG
pr.silvio@terra.com.br


Já fazia algum tempo que eu não via um pastor, grande amigo meu, cordato, ponderado e equilibrado em termo doutrinário. Por algumas vezes ele tinha me procurado e convidado para assistir um culto de prosperidade. Ele sabe das minhas resistências quanto a estes cultos que chamo de “repléplé”. Doutrinariamente, está no contexto de Apocalipse 3.18-29, na carta à igreja de Tiatira, a doutrina Jezabel.

No dia acertado, nos encontramos em um local não muito perto da igreja. Enquanto tomávamos um café, íamos colocando as conversas em dia. Falamos da família, ministério e outras coisas mais. Num certo momento ele começou a contar uma história recente, um tanto inusitada. Estivera com a família em uma praia no litoral carioca e algo extraordinário aconteceu.
Alugaram uma dessas barracas grande, familiar, ele e sua família, bem acomodados, num dia ensolarado etc. Estavam um pouco atrás da parte central da praia, o que lhes dava uma visão “abençoada”, da alegria e descontração daqueles que ali estavam. Praia cheia, como de costume.
Em um determinado momento, três homens, vestidos de guarda-vidas, destes praianos, com sacolas grandes, abertas nos braços, gritavam em alta voz que aquilo era um assalto.

Ele olhou para o lado direito, lá estavam posicionados, estrategicamente, mais três homens, do lado esquerdo a mesma coisa, mais três homes, todo vestidos de guarda-vidas. Em questão de minutos eles roubaram tudo o que podiam. Carteiras, celulares, óculos, chinelos, camisas de grife etc. Imediatamente entraram todos em uma vã, e sumiram “no mapa”.

A expressão deste amado pastor me impressionou:
- Bando de Ladrões, arrastão na praia.

Chegamos à igreja, pomposa, apoteótica, exuberante, aproximadamente dois mil lugares incluindo as galerias. Fomos conduzidos para um lugar de destaque, nas primeiras fileiras. Confortavelmente instalados.

Começou o culto com um breve aviso, e imediatamente a liturgia com cânticos animadores, verdadeiras “injeções” de fé. Muito rapidamente a igreja ficou cheia. Impressionou-me a participação de todos. Como estava um pouco quente, convenci o meu amigo pastor de irmos para a parte de trás. Acomodamo-nos em um lugar que tínhamos uma visão ampla do templo.

Um detalhe: Percebi de cada lado, junto às janelas, quatro varões, estrategicamente posicionados. Três outros varões estavam na frente junto aos lugares das ofertas. Na parte de trás, mais três varões, e todos eles eram identificados por um colete com cores, apesar de claras, mas se distinguiam entre o povo.

Deu-se o primeiro ato de ofertas, eu disse O PRIMEIRO. O pastor amigo me cutucou.

Foi mais ou menos assim:
- Irmão e irmãs, amigos e amigas, independente da sua denominação ou fé, o certo é que você vai sair daqui abençoado, querendo o diabo ou não, você vai sair daqui abennnnnnnçççççooooaaaaddddoooo.
Comece a profetizar isto sobre a sua vida, e de um seu primeiro passo de fé trazendo a sua PRIMEIRA oferta de fé. Eu disse fffffééééééééé...

E lá foi o povão, estimulado por uma música frenética, creio estratégicamente escolhida para aquele momento. Gritaria, alvoroço, gritos frenéticos, chamem de tudo menos de louvor e adoração.

Voltaram para os seus lugares, uns se abraçavam, outros davam gritos, alguns até falavam em mistério e profetizavam.

A primeira ministração estava baseada na palavra de incentivo de que: O TAMANHO DA SUA FÉ, É O TAMANHO DA SUA OFERTA.
Sinceramente não sei quantas vezes eu ouvi este chavão, mas o suficiente para na me esquecer dele tão cedo.

Apenas dez minutos. Eu disse dez minutos, e veio o segundo apelo, ou a segunda oferta.
Disse o pregador (o mesmo):

-Quantas vezes você quase colocou a mão na sua benção?.Pense e diga, quantas vezes? Ela estava ali, na sua frente, e você não conseguiu alcançá-la. Você viu, percebeu nitidamente que era sua, foi deixada ali única e exclusivamente pra você, mas você não alcançou. Agora me responde com sinceridade, você não alcançou por causa da sua fé ou da sua atitude?
A fé você tem, ela está ai, como sempre, como naquele dia, mas faltou atitude. Hoje você vai tomar uma atitude, hoje não agora...aaaagggggoooorrrraaaaaa....
Traga a sua oferta de atitude, dando passos largos de fé, como quem sabe o que está fazendo. É deste modo que você não vai deixar a benção passar, mas vai agarrá-la com as forças da sua fé, simplesmente por causa desta sua atitude...aaaaggggoooorrrraaaa....

E lá foi o povão outra vez. Eu estava impressionado pela obediência. Mais gritaria, mais abraços, mais mistério e profecias. O clima era apoteótico.

Deu-se mais uma ministração. Agora, era que a fé precisava ser completa. Muitas vezes a nossa fé não se completa, por duvidarmos em nós mesmos. Talvez diante de uma situação muito difícil, ou quem sabe uma benção tão grande, que achamos que não é nem pra nós, duvidamos, simplesmente duvidamos. Deus não suporta isto, a fé tem que ser completa. E lá foi o terceiro apelo para a oferta “QUE LANÇA FORA TODA A DÚVIDA”.

-Vem aqui na frente, toque no altar, faça a sua oração de confissão, de que você não vai duvidar, e coloque uma oferta abençoada para espantar toda dúvida. Nnnnnnnãããããããõooooo dddduuuuvvvviiiiddddeeee...seja corajoso. O tamanho da sua oferta é o tamanho da sua fé. (sutilmente ele inverteu o sentido como na primeira vez)

Eu disse para o meu companheiro: -Vamos embora. Ele responde em tom de brincadeira; -Você não vai dar a sua oferta. Resolvi ficar mais um pouco.

Veio outra ministração. Era com respeito ao egoísmo. Afinal a benção não é só para nós. É dando que se recebe, disse o pregador.

-Pense na sua casa. Você quer a benção só para a sua vida. E seu pai, e sua mãe, e seus irmãos e até os seus sonhos. Faça um voto de vitória sobre eles. Por causa de um justo Deus pode abençoar uma casa inteira, e este justo é você hoje aqui. Traga uma oferta de justiça diante de Deus. Você estará intercedendo com atitude de fé sobre a sua casa. Maaaaannnddddeeee aaaa bbbbeeeennnnçççããããoooo ssssoooobbbbrrrreeee aaaa ssssuuuuaaaa ccccaaaassssaaa....

E lá foi o povão mais uma vez. E ai o mistério e a profecia foi em exaltação. Ficamos impressionado com as pessoas independentes de idade ou o que se nomeie. Era uma verdadeira ovação.

Mais uma ministração. Desta vez impressioinante. Era a quinta oferta.

-Lembra daquele cheque, ou daquela divida que você contraiu, e que colocou quase tudo na sua vida a perder? Pois bem. Maior é Deus do que as suas atitudes impensadas...
Você precisa provar pra Deus e pra você mesmo que sua confiança (isto dito aos gritos), estttttaaaaaaaa emmmm Deuuuussssss.
Você precisa dar uma oferta maior do que aquele cheque ou compromisso que você fez impensadamente. Traga seu cheque de maior valor, escreva num papel seu endereço com telefone e o valor que nós iremos te ajudar. Prove que a sua confianççççççaaaaaa está em Deus. Uma benção maior virá sobre a sua vida. Você verá que aquela divida é nada, perto da benção que Deus vai enviar sobre a sua casa...
Vaaaammmmmoooooosssss, trrraaagggaaa aaa suuuuaaaaa ooofeeerrrtttaaaaa.

E lá foi o povão outra vez. Delírios, ovações, gritarias e quase desespero. Vimos inúmeras pessoas preenchendo cheques, escrevendo em papel. O povão estava anestesiado, pereciam estar sob efeito de analgésico. Ninguém sentia a dor do pecado.

Resolvemos sair. Espanto. Na porta um homem de aproximadamente um metro e noventa segurava uma maquininha de cartão de crédito e clama. Não saia sem deixar a sua oferta de gratidão. Este é o selo da sua benção.

Nos dirigimos ao nosso carro apressadamente. Quando nos acomodamos no interior do carro, suspiramos quase que juntos, sentimos um tremendo alivio por termos saídos daquele lugar.

De um modo muito natural, meu amigo pastor me olhou firmemente nos olhos, e numa expressão consciente, sabendo exatamente o que dizia, exclamou em alta voz:

- Bando de ladrões, arrastão nas igrejas.

sexta-feira, 4 de março de 2011

A HISTÓRIA DA IESF



A IESF nasceu primeiramente no coração de Deus e achou em nossos corações o desejo de cumprir a sua vontade. Deus uniu pessoas que amam a sua palavra pura e verdadeira, santa e imutável que não pode ser distorcida nem alterada por vontade humana. Pessoas que amam a Deus acima de todas as coisas e com chamado de Deus para fazer a diferença no mundo em que vivemos.
Foi no número 245 da Rua 21 no Jereissati III, que na noite do dia 22 de março de 2010 reuniu-se um grupo de 20 irmãos que haviam saído debaixo de benção de outro ministério, para orarem a Deus e pedirem direcionamento de seu santo Espírito. Com a ajuda de um pequeno MP4 ligado ao som da residência, louvaram alguns hinos, oraram e ouviram a palavra de Deus ministrada pelo Pr. Flávio Neres baseada no capitulo 2 do Livro de Neemias, que falava da reconstrução dos muros. Logo em seguida foi dado à oportunidade de todos se expressarem, e o pensamento de todos era um só: Ficarem se reunindo como Igreja. Diante da grande responsabilidade do chamado, em cuidar do rebanho do Senhor, o Pastor Flávio Neres falou da necessidade de nos reunirmos como igreja, mas, uma Igreja que creia na simplicidade do evangelho, uma Igreja que vive a palavra de Deus em sua essência sem modismos e misturas, e que sente o desejo de levar esta mensagem a todas as pessoas. Assim nasceu a Igreja Evangélica Sem Fronteiras. Já no dia seguinte, uma terça-feira foi realizado o primeiro culto oficial, e na quinta dia 25 o número de pessoas presentes já havia crescido, no domingo dia 28 o culto foi realizado na residência do casal Emanuel e Rose a convite dos mesmos tendo um número já bem significativo de irmãos. E a cada culto Deus ia acrescentando vidas. Na segunda semana em que a Igreja se reunia na casa do Pastor Flávio Neres, Deus usa o Pastor Valneis Freitas para ceder o prédio da antiga associação de moradores para que a Igreja ficasse se reunindo, foi realmente providência de Deus, pois as reuniões na casa do Pastor Flávio Neres eram feitas ao ar livre, e como estava em época de inverno o Senhor não tinha permitido chover nos dias de culto até aquele momento. No dia 4 de maio, menos de 2 meses de ministério, Deus concedia um grande milagre a Igreja, era comprado uma espaçosa casa na Av. F, uma das avenidas mais centrais do bairro, onde hoje é a sede do ministério. Isso graças à intervenção milagrosa de Deus e a fidelidade de cada irmão que com amor devolve seus dízimos e ofertas e ainda trabalharam duro realizando bazar, recolhendo notas fiscais e no trabalho de reciclagem. Hoje podemos glorificar a Deus que tudo que vemos construído foi pela benção de Deus e a união dos irmãos, sem nunca ter recebido ajudas externas, quer seja de políticos, empresários ou qualquer pessoa individualmente. No mês de Junho a Igreja era legalizada junto à receita federal e recebe o seu C.N.P.J, agora estávamos legalizados por Deus e pelos homens. Por Deus, por ter aberto o ministério debaixo de benção do ministério anterior e de seguir a orientação do Espírito Santo e pelos homens por estar com todas as documentações junto aos órgãos competentes legalizadas, este é o grande segredo para o crescimento que viria a seguir.
No dia 22 de agosto em um maravilhoso café da manhã, era feita a inauguração do templo e nos mudávamos definitivamente para o novo endereço, onde estamos até hoje, e onde aguardamos a ordem do Senhor para iniciarmos a ampliação, pois o espaço já está pequeno para o número de pessoas que Deus tem enviado e irá enviar segundo as suas promessas.
Quando Deus nos deu o Nome de Igreja Evangélica sem Fronteiras foi para confirmar a visão que ele já nos havia dado, de trazermos de volta o amor por sua palavra, e anunciar esta palavra sem misturas, sem modismos, sem filosofias humanas e meninices a todas as pessoas, a Igreja é Sem Fronteiras, quer estas fronteiras sejam geográficas, religiosas ou sociais, pois nada irá deter o anúncio da palavra de Deus que salva, cura, liberta e restaura vidas, e foi desta forma que Ele confirmou sua vontade, quando revelou para a irmã Ester Paixão o versículo chave da Igreja: “Pregando o reino de Deus, e ensinando com toda a liberdade as coisas pertencentes ao Senhor Jesus Cristo, sem impedimento algum” (At 28:31).
Hoje o número de irmãos já passa dos 100, mas é somente uma semente daquilo que Deus ainda vai realizar, mas agradecemos ao Senhor nosso Deus por tudo que nos tem dado neste primeiro ano de existência. Quando olhamos para trás podemos ver como nosso Deus é grandioso e o quanto ele fez por nós, somos gratos por todos os benefícios do Senhor em nossas vidas. E que os anos que virão serão de crescimento e da colheita dos muitos frutos para a glória de nosso Deus, o qual aguardamos esperançosos por sua vinda.