sábado, 28 de maio de 2011

Manifestação pacífica dia 01.06.2011 às 15 hs em frente ao Congresso Nacional – Em favor da família e contra o PLC 122/2006



Amados,
Em recente decisão o Supremo Tribunal Federal criou uma nova entidade familiar denominada união homoafetiva, garantindo aos homossexuais o direito a pensão e a partilha de bens.


Entendemos que a decisão do Supremo Tribunal Federal usurpou a competência do Legislativo quando legislou sobre o tema, rasgando a Constituição Federal e ferindo de morte o Estado Democrático de Direito, que preza pela Separação dos Poderes, estendendo a união estável entre homem e mulher, a união de pessoas do mesmo sexo, senão vejam:

Art. 226. A família, base da sociedade, tem especial proteção do Estado.

§ 3º - Para efeito da proteção do Estado, é reconhecida a união estável entre o homem e a mulher como entidade familiar, devendo a lei facilitar sua conversão em casamento.

Ademais, está em tramite no Senado Federal o Projeto de Lei Complementar n.122/2006, que tipifica como crime quem não der emprego para homossexual, demitir, quem não aceitar ou admitir gesto afetivo de pessoas do mesmo sexo em estabelecimentos público ou privados, também poderá ser tipificado como crime.

Outrossim, há uma redação do artigo 8º da Lei supracitada que dispõe:
“Art. 8º Impedir o acesso ou recusar atendimento em restaurantes, bares ou locais semelhantes abertos ao público. Pena: reclusão de um a três anos.”
Ou seja, o Sr. Pastor ou o Sr. Padre, que se recusar em realizar um casamento de pessoas do mesmo sexo (recusar atendimento), poderá ir preso, dependo da forma que for aprovada essa lei.
Atualmente cerca de 10 países apoiam a união homoafetiva, o que nos leva a buscar na Bíblia Sagrada a história de civilizações que foram completamente destruídas pela perversidade do homem, inclusive pela perversão sexual.

Arrependido de ter criado o homem, Deus destruiu uma civilização inteira quando mandou o dilúvio e apenas livrou dessa destruição a família de Noe que foi abrigada na Arca. Assim também, Deus destruiu Sodoma e Gomorra, pois a perversão sexual não agradava ao Senhor.
Queridos(as), a perversão sexual não agrada aos olhos do Pai, basta verificarmos que em todos os momentos que uma nação era avessa aos princípios e mandamentos cristãos, a mão de Deus pesou sobre aquele povo.
No livro da Apocalipse na Bíblia Sagrada preceitua que Deus virá para julgar as Nações. Deste modo, entendemos que é pecado de uma nação, um Estado que apoia práticas completamente contrárias a Lei Divina.
Será que chegamos ao fim dos tempos? Talvez! No entanto, mais do que nunca é chegada a hora de dobrarmos nossos joelhos ao chão e clamarmos a Deus que a nossa nação não esteja sobre o manto do Pecado, que o Senhor levante homens de Deus para estarem no Poder. Queridos (as) é hora de abraçar essa causa e sermos pescadores de almas, de vidas.
Venham conosco, lutar contra o pecado de uma nação. Chame a sua igreja, seus amigos, sua família para dia 01.06.2011 – Em favor da família e contra a PLC 122/2006, lei da mordaça/homofobia – Em frente ao Congresso Nacional.
Repudiamos qualquer discriminação e violência que fere a dignidade da pessoa humana, inclusive pelas pessoas que sentem atração sexual pelo mesmo sexo, uma vez que também são merecedoras de respeito e consideração. Gálatas 5:13-26
Cidadãos brasileiros, o poder emana do Povo não do Supremo Tribunal Federal:
Art. 1º, da Constituição Federal/88, "Todo o poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente, nos termos desta Constituição.”
Elegemos 513 deputados e 81 senadores para representar a vontade popular, não elegemos 11 ministros do Supremo Tribunal Federal para legislar.
Vamos juntos em favor da família.
Divulguem!
Graça e Paz.
Rodrigo Cintra C. O. Alves.
rodrigo_cintraa@yahoo.com.br
A Justiça engrandece uma nação, mas o pecado é uma vergonha para qualquer povo. Provérbios 14: 24
Para saber mais sobre o PLC 122/2006, assista ao vídeo abaixo:
http://www.youtube.com/watch?v=dppXTbS_EeM
http://www.youtube.com/watch?v=IrtRZK8vZJE&feature=related
Leiam também artigos jurídicos que criticam a decisão do STF:
STF quis reescrever Constituição - união homoafetiva:
http://www.conjur.com.br/2011-mai-13/stf-quis-reescrever-constituicao-votar-uniao-homoafetiva
A corte constitucional francesa e o homossexualismo Por Ives Gandra da Silva Martins
http://www.jusbrasil.com.br/noticias/2687189/jurista-comenta-sobre-uniao-homoafetiva-publicado-no-conjur
Família é aquela que perpetua sociedade - Constituição e homossexualismo - Por Ives Gandra da Silva Martins
http://www.conjur.com.br/2011-mai-12/constituinte-familia-aquela-gera-descendendes-sociedade#autores
acesse o site:
http://fenasp.com/site/
Seja um pescador de vidas:
Daniel Godri
http://www.youtube.com/watch?v=0reFTISQk9U&feature=related

quarta-feira, 25 de maio de 2011

Família sob ataque


Família sob ataque


MEC distribuirá Kit gay em escolas públicas


A doutrinação do movimento homossexual está chegando a níveis assustadores. Não bastasse a tentativa de criminalizar toda e qualquer opinião contra o comportamento homossexual (conforme PLC 122), matéria do Correio Braziliense [1] divulgou há poucos dias informações sobre um convênio firmado entre o Ministério da Educação (MEC), com recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), e a ONG Comunicação em Sexualidade (Ecos) que visa produzir kits de material "educativo" composto de vídeos, boletins e cartilhas com a abordagem do universo de adolescente homossexuais que será distribuída para 6 mil escolas da rede pública de todo o país.

Conforme a matéria, parte do que se pretende apresentar nas escolas foi exibida em audiência na Comissão de Legislação Participativa, na Câmara. No vídeo intitulado Encontrando Bianca, um adolescente de aproximadamente 15 anos se apresenta como José Ricardo, nome dado pelo pai, que era fã de futebol. O garoto do filme, no entanto, aparece caracterizado como uma menina, como um exemplo de um travesti jovem. Em seu relato, o garoto conta que gosta de ser chamado de Bianca, pois é nome de sua atriz preferida e reclama que os professores insistem em chamá-lo de José Ricardo na hora da chamada.

O texto explica ainda que o jovem travesti do filme aponta um dilema no momento de escolher o banheiro feminino em vez do masculino e simula flerte com um colega do sexo masculino ao dizer que superou o bullying causado pelo comportamento homofóbico na escola. Na versão feminina da peça audiovisual, o material educativo anti-homofobia mostra duas meninas namorando.

O material produzido ainda não foi replicado pelo MEC. A licitação para produzir kit para as 6 mil escolas pode ocorrer ainda este ano, mas a previsão de as peças serem distribuídas em 2010 foi interrompida pelo calor do debate presidencial.

Caros leitores, a tendência de doutrinação do movimento homossexual tem mostrado sua força, principalmente no âmbito legislativo; com propostas que provocam verdadeiro ataque à instituição familiar.

Sob o pretexto de acabar com o preconceito e com a homofobia, a proposta em questão tenta inculcar nos jovens e adolescentes a normalidade da homossexualidade, na medida em que os instiga a esse tipo de comportamento.

Além da oração, cabe aos cristãos a manifestação contrária a esse tipo de proposta legislativa que é um verdadeiro ataque à família.

terça-feira, 17 de maio de 2011

PORQUE A O PL-122 É INCONSTITUCIONAL





Antes de fazer qualquer comentário, é importante frisar que uma coisa é criticar conduta, outra é discriminar pessoas. No Brasil, pode-se criticar o Presidente da República, o Judiciário, o Legislativo, os católicos, os evangélicos, mas, se criticamos a prática homossexual, logo somos rotulados de homofóbicos. Na verdade, o PL-122 é contra o artigo 5º da Constituição, porque o projeto de lei quer criminalizar a opinião, bem como a liberdade religiosa.

Vejamos alguns artigos deste PL:

Artigo 1º: Serão punidos na forma desta lei os crimes resultantes de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião, procedência nacional, gênero, sexo, orientação sexual, identidade de gêneros.

Comentário: Eles tentam se escorar na questão de raça e religião para se beneficiar. O perigo do artigo 1º é a livre orientação sexual. Esta é a primeira porta para a pedofilia. É bom ressaltar que o homossexualismo é comportamental, ninguém nasce homossexual; este é um comportamento como tantos outros do ser humano.

Artigo 4º: Praticar o empregador, ou seu preposto, atos de dispensa direta ou indireta. Pena: reclusão de 2 a 5 anos.

Comentário: Não serão os pais que vão determinar a educação dos filhos — porque se os pais descobrirem que a babá dos seus filhos é homossexual, e eles não quiserem que seus filhos sejam orientados por um homossexual, poderão ir para a cadeia.

Artigo 8º-A: Impedir ou restringir a expressão e a manifestação de afetividade em locais públicos ou privados abertos ao público, em virtude das características previstas no artigo 1º desta lei. Pena: reclusão de dois a cinco anos.

Comentário: Isto significa dizer que se um pastor, ou padre, ou diretor de escola — que por questões de princípios — não queira que no pátio da igreja, ou escola haja manifestações de afetividade, irão para a cadeia.

Artigo 8º-B: Proibir a livre expressão e manifestação de afetividade do cidadão homossexual, bissexual ou transgênero, sendo estas expressões e manifestações permitidas aos demais cidadãos ou cidadãs. Pena: reclusão de dois a cinco anos.

Comentário: O princípio do comentário é o mesmo que o do anterior, com um agravante: a preferência agora é dos homossexuais; nós, míseros heterossexuais, podemos também ter direito à livre expressão, depois que é garantida aos homossexuais. O parágrafo do artigo que vamos comentar a seguir "constituiu efeito de condenação".

Artigo 16º, parágrafo 5ª: O disposto neste artigo envolve a prática de qualquer tipo de ação violenta, constrangedora, intimidatória ou vexatória, de ordem moral, ética, filosófica ou psicológica.

Comentário: Aqui está o ápice do absurdo: o que é ação constrangedora, intimidatória, de ordem moral, ética, filosófica e psicológica? Com este parágrafo a Bíblia vira um livro homofóbico, pois qualquer homossexual poderá reivindicar que se sente constrangido, intimidado pelos capítulos da Bíblia que condenam a prática homossexual. É a ditadura da minoria querendo colocar a mordaça na maioria. O Brasil é formado por 90% de cristãos. Não queremos impedir ou cercear ninguém que tenha a prática homossexual, mas não pode haver lei que impeça a liberdade de expressão e religiosa que são garantidas no Artigo 5º da Constituição brasileira. Para qualquer violência que se cometa contra o homossexual está prevista, em lei, reparação a ele; bem como assim está para os heterossexuais. A PL-122 não tem nada a ver com a defesa do homossexual, mas, sim, quer criminalizar os contrários à prática homossexual — e fazem isso escorados na questão do racismo e da religião.

Fonte:http://www.vitoriaemcristo.org/_gutenweb/_site/hotsite/PL-122/

quarta-feira, 4 de maio de 2011

A MAIS NOVA HERESIA DE RENE TERRA NOVA








"O mundo inteiro caiu estupidamente nas arapucas do Diabo, e a arapuca mais mortal é a religiosa. O erro nunca parece tão inocente como quando se acha no santuário." A. W. Tozer


Definitivamente Rene Terra Nova é um falso profeta. Seus ensinamentos afrontam veementemente as Escrituras Sagradas. Se não bastasse o espírito megalomaníaco que o levou a criar novos ofícios eclesiásticos, o Patriaca apostólico, é obcecado por honra. Na verdade, suas pregações, seus sermões, bem como suas mensagens estão repletas de pressupostos enganosos que visam exclusivamente a sua honra.


Em fevereiro dete ano, o paipostolo, líder da Visão Celular no Modelos do 12, no Brasil, Renê Terra Nova, ministrou no Congresso de Honra a seguinte palavra profética com base no texto de Isaias, 11, que diz ”Virá um descendente do rei Davi, filho de Jessé, que será como um ramo que brota de uma raiz”. Na ocasião, Terra Nova afirmou ter desvendado vários mistérios da palavra de Deus. A gratidão de um filho para o pai foi revelada como ponto chave para o relacionamento entre o líder e os liderados.


“Quem é filho não precisa dizer que é. É filho e pronto”. Com essa frase, o Apóstolo Renê mostrou aos congressistas que temos direito a herança de Deus, nosso Pai, porque todo filho tem esse direito.


Naquela oportunidade, conforme a foto revela, Renê foi honrado publicamente “permitindo”com que um dos seus apóstolos tivesse o privilégio de honrá-lo tocando nos seus pés.


Caro leitor, vamos combinar uma coisa? Isso não é, nunca foi e nunca poderá ser chamado de Cristianismo. Isto posto, ouso afirmar que os ensinos de de Terra Nova afrontam veementemente as Escrituras Sagradas. Confesso que diante dos ensinos protagonizados por este senhor sou tomado por um profundo sentimento de inquietação e preocupação com o ruma da igreja evangélica no Brasil.


Infelizmente, este senhor tem pecado contra Deus comentendo o mesmo erro de Satanás, tomando para si um lugar que não lhe pertence. Lamentavelmente, em um curto espaço de tempo, Terra Nova, foi pastor, apóstolo, paipostolo, patriarca apostólico e agora recebe honra e veneração por parte dos seus súditos.


O que será que vem mais por aí?


Deus tenha misericórdia de cada um de nós.


Renato Vargens