quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

É CORRETO EXPOR OS FALSOS MESTRES?




Dizem-se que há vinte a trinta anos o versículo bíblico mais citado por incrédulos era João 3.16. Hoje, porém, parece que o versículo mais conhecido é Mateus 7.1: "Não julgueis, para que não sejais julgados." Esse versículo é usado quando o cristão expressa qualquer opinião que afirme algo moral ou teologicamente errado. Utilizando este versículo cria um dilema pelo cristão "preconceituoso" e "discriminador": Se prosseguir com seu "julgamento", correrá o risco de ser rotulado e criticado com "juíz hipócrita". Infelizmente muitos cristãos correm dessa "perseguição", assim permitindo que os objetos da sua crítica continuam impunes.

Tirei o seguinte artigo do blog Discernimento Cristão do nosso "amigo virtual", Roberto Aguiar. O autor do artigo é Pr. E. L. Bynum de Lubbock, Texas [EUA]. Recomendamos que os leitores deste trecho lessem o artigo inteiro!

Hoje, os falsos mestres estão livres para espalhar suas doutrinas venenosas porque há uma conspiração de silêncio entre muitos crentes na Bíblia. Lobos em pele de cordeiro são, assim, habilitados a assolar o rebanho, dessa maneira destruindo a muitos.


João Batista chama os fariseus e saduceus (os líderes religiosos da sua época) uma “raça de víboras” (Mateus 3.7). Hoje, ele seria acusado de ser sem amor, cruel, e de não ser cristão.



Jesus disse aos fariseus religiosos: “Raça de víboras, como podeis vós dizer boas coisas, sendo maus? Pois do que há em abundância no coração, disso fala a boca” (Mateus 12.34). Para muitos evangélicos e alguns fundamentalistas, isso seria uma linguagem inaceitável hoje, mas é uma linguagem bíblica e veio da boca do Filho de Deus.

Ao ficar cara a cara com estes falsos mestres, Jesus Cristo, o filho de Deus, os chamou de “hipócritas”, “guias cegos", “cegos”, “sepulcros caiados”, “serpentes” e “raça de víboras” (Mateus 23.23-34). No entanto, somos informados de que hoje estamos em comunhão com homens cujas doutrinas são tão antibíblicas como os dos fariseus. Alguns dos que dizem que eles são cristãos bíblicos insistem em trabalhar com católicos romanos e outros vários hereges. No entanto, segundo muitos, não devemos repreendê-los pela transigência deles.

Perto do início de seu ministério, “Jesus subiu a Jerusalém. E achou no templo os que vendiam bois, e ovelhas, e pombos, e os cambiadores assentados. E tendo feito um azorrague de cordéis, lançou todos fora do templo, também os bois e ovelhas; e espalhou o dinheiro dos cambiadores, e derribou as mesas; E os seus discípulos lembraram-se do que está escrito: O zelo da tua casa me devorará” (João 2.13-16). Nosso Salvador é hoje apresentado como aquele que era manso, humilde, bondoso e amoroso, até mesmo para os falsos mestres, mas isso é totalmente falso. Ao lidar com falsos mestres e profetas, Suas palavras eram fortes e Suas ações simples e claras.

Perto do fim do Seu ministério público, Cristo achou necessário purificar o templo novamente. A exposição das falsas doutrinas e práticas é um trabalho sem fim. Naquela época Ele disse: “Não está escrito: A minha casa será chamada, por todas as nações, casa de oração? Mas vós a tendes feito covil de ladrões” (Marcos 11:17). É diferente hoje? Os ladrões entram na casa de Deus, e roubam o povo de Deus da Bíblia e vendem suas Bíblias pervertidas. Ao mesmo tempo, esta malta de ladrões rouba o povo na doutrina da separação e na doutrina da santificação. Então você quase não pode dizer qual é o povo de Deus e o povo do mundo. Honestamente, não devem estes ladrões (falsos mestres) ser expostos?

Em nossos dias, esses falsos mestres vieram às igrejas com seus livros, literatura, filmes, psicologia e seminários, e transformaram a casa do Pai em um covil de ladrões. É tempo de homens de Deus se levantarem e exporem os seus erros para que todos os possam ver.

sábado, 10 de dezembro de 2011

UMA FALSA PAZ.



Para aqueles que possuem o discernimento dado pelo Espírito Santo e o conhecimento da Palavra de Deus, é fácil indentificar os sinais do fim dos tempos. A humanidade desde sempre tem sonhado com a paz, com um dia onde todos se uniriam por uma causa maior. Todos desejam ser compreendidos, aceitos, repeitados. No âmbito religioso, o sonho de muitos é "unidade" e o amor entre as todos os tipos de doutrinas e visões. Mas seria isso realmente possível? Se analisarmos essa tão sonhada "paz" à luz da própria Palavra, veremos que o Senhor Jesus nos alerta de algo bem diferente que aconteceria nos últimos dias aqui na terra. "Mas o Espírito expressamente diz que nos últimos tempos apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios;" (1 Timóteo 4:1) "...tendo aparência de piedade, mas negando o seu poder. Afaste-se também destes. (2 Timóteo 3:1-5) "E por avareza farão de vós negócio com palavras fingidas... (2 Pedro 2:3) "E desviarão os ouvidos da verdade, voltando às fábulas." (2 Timóteo 4:4) Imagine se todas as seitas desse mundo se unissem com os que praticam uma fé verdadeira, só pela intenção de "ganhar vidas" alegando que todo método é válido? Quantos realmente se salvariam? Quantos não teriam sua fé baseada em doutrinas vérias, fora da palavra e cheias de misturas em vez de se firmarem unicamente em Jesus? A Bíblia é clara quanto a isso: "Porventura andarão dois juntos, se não estiverem de acordo?" (Amós 3:3) Incrivelmente o que vemos hoje é a pregação dessa falsa "paz" por muitas seitas e movimentos heréticos. Multidões estão cegamente sendo iludidas e desviando-se do caminho da salvação por acreditarem nisso e acharem que por muitos não desejarem essa "união" eles é que não são de Deus. Mas a verdade é que Deus nos chamou das trevas para Sua maravilhosa luz e não para seguir os rudimentos desse mundo onde o deus desse século (satanás) tem cegado o entendimento de muitos. A Bíblia diz que essa ação vem do espírito do anticristo, que já está nesse mundo e que enganaria a muitos e se possível até os escolhidos de Deus.



Em contra partida, é claro que é possivel viver em unidade com outras denominações, pois somos o Corpo de Cristo, e Deus se alegra com isso “Oh! quão bom e quão suave é que os irmãos vivam em união.” (Salmos 133:1) é lindo ver igrejas unidas num mesmo propósito, sem se importas com suas placas, trocarem experiências, porém existe algo que deve ser o divisor de águas nisso tudo: A Palavra de Deus. Muitas seitas dividem a glória de Deus com a dos homens, levam os fiéis a idolatrar o dinheiro e desejarem mais a bençãos materiais do que as espirituais, distorcem a sã doutrina e anseiam por verem suas igrejas lotadas, mas sem se preocuparem com a saúde espiritual do eu povo. Com esses, a Bíblia adverte: "Se alguém vem ter convosco, e não traz esta doutrina, não o recebais em casa, nem tampouco o saudeis." (2 João 1:10) "Porque, se alguém for pregar-vos outro Jesus que nós não temos pregado, ou se recebeis outro espírito que não recebestes, ou outro evangelho que não abraçastes, com razão o sofrereis." (2 Coríntios 11:4) "Assim, como já vo-lo dissemos, agora de novo também vo-lo digo. Se alguém vos anunciar outro evangelho além do que já recebestes, seja anátema." (Galátas 1:9) “ Este testemunho é verdadeiro. Portanto, repreende-os severamente, para que sejam sãos na fé. Não dando ouvidos às fábulas judaicas, nem aos mandamentos de homens que se desviam da verdade.Todas as coisas são puras para os puros, mas nada é puro para os contaminados e infiéis; antes o seu entendimento e consciência estão contaminados. Confessam que conhecem a Deus, mas negam-no com as obras, sendo abomináveis, e desobedientes, e reprovados para toda a boa obra.” (Tito 1:13-16) O apóstolo Paulo em sua carta a Timóteo diz: "...Siga a justiça, a fé, o amor e a paz, juntamente com os que, de coração puro, invocam o Senhor.2 Timóteo 2:2" (2 Timóteo 2:22) Ou seja, com aqueles que pregam a verdade de Deus na sua essência, com pureza e simplicidade, sem misturas e modismos, acréscimos ou heresias. Deus nos chamou para fazermos a diferença onde muitos estão tomando a “mesma forma”, o tempo está próximo, os sinais estão à vista. Ore, vigie, obedeça as Escrituras: “Examinais as Escrituras, porque vós cuidais ter nelas a vida eterna...” (João 5:39) “Examinai-vos a vós mesmos, se permaneceis na fé; provai-vos a vós mesmos. Ou não sabeis quanto a vós mesmos, que Jesus Cristo está em vós? Se não é que já estais reprovados.” (2 Coríntios 13:5) “Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas, interiormente, são lobos devoradores.” (Mateus 7:15) Não permita que o engano da falsa “paz” leve-o para o caminho errado. “Como é estreita a porta, e apertado o caminho que leva à vida! São poucos os que a encontram".(Mateus 7:1) “Amados, não creiam em qualquer espírito, mas examinem os espíritos para ver se eles procedem de Deus, porque muitos falsos profetas têm saído pelo mundo.” (1 João 4:1) Lembre-se também do que nosso Senhor Jesus disse: “Nem todo aquele que me diz: ‘Senhor, Senhor’, entrará no Reino dos céus, mas apenas aquele que faz a vontade de meu Pai que está nos céus.” (Mateus 7:21) Preste bem atenção no mais o Senhor disse: “Quando disserem: "Paz e segurança", então, de repente, a destruição virá sobre eles, como dores à mulher grávida; e de modo nenhum escaparão. (1 Tessalonicenses 5:3) "Não pensem que vim trazer paz à terra; não vim trazer paz, mas espada.” (Mateus 10:3) Você consegue entender a revelação que este texto traz? Quem é a espada irmão? O que ela faz? “Pois a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais afiada que qualquer espada de dois gumes; ela penetra ao ponto de dividir alma e espírito, juntas e medulas, e julga os pensamentos e intenções do coração.” (Hebreus 4:1) Ela é o fator chave para separar o que é santo do que é profano. Só firmados nessa Palavra poderemos discernir o que vem de Deus ou não.



Deus com certeza deseja que tenhamos paz, com Ele e com os outros. Mas essa paz não é como o mundo a dá. A paz de Deus excede todo entendimento e não pode ser manifesta meramente por vontade humana.



“Nem tudo no reino de Deus é válido. Não adianta ter boa intenção se a motivação está errada.”



Mas que uma coisa fique bem clara, nossa luta não é contra carne ou sangue, ou seja, “...a nossa luta não é contra pessoas, mas contra os poderes e autoridades, contra os dominadores deste mundo de trevas, contra as forças espirituais do mal nas regiões celestiais.” (Efésios 6:1) Não é contra as vidas, mas suas práticas errôneas. Acima de tudo isso, existe algo que deve reinar em nossos corações: O AMOR DE DEUS. É esse amor que nos levará a combater o engano que tem levado tantos à cegueira esprititual, para que possam energar a luz e a verdade de Deus. Que nossa oração seja o mesmo clamor do Pai, “pois Ele não deseja que os homens se percam, mas que se arrependam e cheguem ao pleno conhecimento da salvação” (1 Timóteo 2:4)



Que Deus te use como instrumento da verdade, pois Ele te chamou e te diz nesse tempo: “Ide; eis que vos mando como cordeiros ao meio de lobos.” (Lucas 10:3)



Jamais abandone a verdade de Deus só nela você estará seguro. “Guarda o que tens, para que ninguém tome a tua coroa.” (Apocalipse 3:1) “...Aquele que perseverar até ao fim será salvo.” (Mateus 24:13)



“Por isso, amados, aguardando estas coisas, procurai que dele sejais achados imaculados e irrepreensíveis em paz. “ (2 Pedro 3:14)

De: ESTER PAIXÃO, líder de Evangelismo e Missões da IESF, pelo Espírito de Deus.

UMA FALSA PAZ.

Para aqueles que possuem o discernimento dado pelo Espírito Santo e o conhecimento da Palavra de Deus, é fácil indentificar os sinais do fim dos tempos. A humanidade desde sempre tem sonhado com a paz, com um dia onde todos se uniriam por uma causa maior. Todos desejam ser compreendidos, aceitos, repeitados. No âmbito religioso, o sonho de muitos é "unidade" e o amor entre as todos os tipos de doutrinas e visões. Mas seria isso realmente possível? Se analisarmos essa tão sonhada "paz" à luz da própria Palavra, veremos que o Senhor Jesus nos alerta de algo bem diferente que aconteceria nos últimos dias aqui na terra. "Mas o Espírito expressamente diz que nos últimos tempos apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios;" (1 Timóteo 4:1) "...tendo aparência de piedade, mas negando o seu poder. Afaste-se também destes. (2 Timóteo 3:1-5) "E por avareza farão de vós negócio com palavras fingidas... (2 Pedro 2:3) "E desviarão os ouvidos da verdade, voltando às fábulas." (2 Timóteo 4:4) Imagine se todas as seitas desse mundo se unissem com os que praticam uma fé verdadeira, só pela intenção de "ganhar vidas" alegando que todo método é válido? Quantos realmente se salvariam? Quantos não teriam sua fé baseada em doutrinas vérias, fora da palavra e cheias de misturas em vez de se firmarem unicamente em Jesus? A Bíblia é clara quanto a isso: "Porventura andarão dois juntos, se não estiverem de acordo?" (Amós 3:3) Incrivelmente o que vemos hoje é a pregação dessa falsa "paz" por muitas seitas e movimentos heréticos. Multidões estão cegamente sendo iludidas e desviando-se do caminho da salvação por acreditarem nisso e acharem que por muitos não desejarem essa "união" eles é que não são de Deus. Mas a verdade é que Deus nos chamou das trevas para Sua maravilhosa luz e não para seguir os rudimentos desse mundo onde o deus desse século (satanás) tem cegado o entendimento de muitos. A Bíblia diz que essa ação vem do espírito do anticristo, que já está nesse mundo e que enganaria a muitos e se possível até os escolhidos de Deus.



Em contra partida, é claro que é possivel viver em unidade com outras denominações, pois somos o Corpo de Cristo, e Deus se alegra com isso “Oh! quão bom e quão suave é que os irmãos vivam em união.” (Salmos 133:1) é lindo ver igrejas unidas num mesmo propósito, sem se importas com suas placas, trocarem experiências, porém existe algo que deve ser o divisor de águas nisso tudo: A Palavra de Deus. Muitas seitas dividem a glória de Deus com a dos homens, levam os fiéis a idolatrar o dinheiro e desejarem mais a bençãos materiais do que as espirituais, distorcem a sã doutrina e anseiam por verem suas igrejas lotadas, mas sem se preocuparem com a saúde espiritual do eu povo. Com esses, a Bíblia adverte: "Se alguém vem ter convosco, e não traz esta doutrina, não o recebais em casa, nem tampouco o saudeis." (2 João 1:10) "Porque, se alguém for pregar-vos outro Jesus que nós não temos pregado, ou se recebeis outro espírito que não recebestes, ou outro evangelho que não abraçastes, com razão o sofrereis." (2 Coríntios 11:4) "Assim, como já vo-lo dissemos, agora de novo também vo-lo digo. Se alguém vos anunciar outro evangelho além do que já recebestes, seja anátema." (Galátas 1:9) “ Este testemunho é verdadeiro. Portanto, repreende-os severamente, para que sejam sãos na fé. Não dando ouvidos às fábulas judaicas, nem aos mandamentos de homens que se desviam da verdade.Todas as coisas são puras para os puros, mas nada é puro para os contaminados e infiéis; antes o seu entendimento e consciência estão contaminados. Confessam que conhecem a Deus, mas negam-no com as obras, sendo abomináveis, e desobedientes, e reprovados para toda a boa obra.” (Tito 1:13-16) O apóstolo Paulo em sua carta a Timóteo diz: "...Siga a justiça, a fé, o amor e a paz, juntamente com os que, de coração puro, invocam o Senhor.2 Timóteo 2:2" (2 Timóteo 2:22) Ou seja, com aqueles que pregam a verdade de Deus na sua essência, com pureza e simplicidade, sem misturas e modismos, acréscimos ou heresias. Deus nos chamou para fazermos a diferença onde muitos estão tomando a “mesma forma”, o tempo está próximo, os sinais estão à vista. Ore, vigie, obedeça as Escrituras: “Examinais as Escrituras, porque vós cuidais ter nelas a vida eterna...” (João 5:39) “Examinai-vos a vós mesmos, se permaneceis na fé; provai-vos a vós mesmos. Ou não sabeis quanto a vós mesmos, que Jesus Cristo está em vós? Se não é que já estais reprovados.” (2 Coríntios 13:5) “Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas, interiormente, são lobos devoradores.” (Mateus 7:15) Não permita que o engano da falsa “paz” leve-o para o caminho errado. “Como é estreita a porta, e apertado o caminho que leva à vida! São poucos os que a encontram".(Mateus 7:1) “Amados, não creiam em qualquer espírito, mas examinem os espíritos para ver se eles procedem de Deus, porque muitos falsos profetas têm saído pelo mundo.” (1 João 4:1) Lembre-se também do que nosso Senhor Jesus disse: “Nem todo aquele que me diz: ‘Senhor, Senhor’, entrará no Reino dos céus, mas apenas aquele que faz a vontade de meu Pai que está nos céus.” (Mateus 7:21) Preste bem atenção no mais o Senhor disse: “Quando disserem: "Paz e segurança", então, de repente, a destruição virá sobre eles, como dores à mulher grávida; e de modo nenhum escaparão. (1 Tessalonicenses 5:3) "Não pensem que vim trazer paz à terra; não vim trazer paz, mas espada.” (Mateus 10:3) Você consegue entender a revelação que este texto traz? Quem é a espada irmão? O que ela faz? “Pois a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais afiada que qualquer espada de dois gumes; ela penetra ao ponto de dividir alma e espírito, juntas e medulas, e julga os pensamentos e intenções do coração.” (Hebreus 4:1) Ela é o fator chave para separar o que é santo do que é profano. Só firmados nessa Palavra poderemos discernir o que vem de Deus ou não.



Deus com certeza deseja que tenhamos paz, com Ele e com os outros. Mas essa paz não é como o mundo a dá. A paz de Deus excede todo entendimento e não pode ser manifesta meramente por vontade humana.



“Nem tudo no reino de Deus é válido. Não adianta ter boa intenção se a motivação está errada.”



Mas que uma coisa fique bem clara, nossa luta não é contra carne ou sangue, ou seja, “...a nossa luta não é contra pessoas, mas contra os poderes e autoridades, contra os dominadores deste mundo de trevas, contra as forças espirituais do mal nas regiões celestiais.” (Efésios 6:1) Não é contra as vidas, mas suas práticas errôneas. Acima de tudo isso, existe algo que deve reinar em nossos corações: O AMOR DE DEUS. É esse amor que nos levará a combater o engano que tem levado tantos à cegueira esprititual, para que possam energar a luz e a verdade de Deus. Que nossa oração seja o mesmo clamor do Pai, “pois Ele não deseja que os homens se percam, mas que se arrependam e cheguem ao pleno conhecimento da salvação” (1 Timóteo 2:4)



Que Deus te use como instrumento da verdade, pois Ele te chamou e te diz nesse tempo: “Ide; eis que vos mando como cordeiros ao meio de lobos.” (Lucas 10:3)



Jamais abandone a verdade de Deus só nela você estará seguro. “Guarda o que tens, para que ninguém tome a tua coroa.” (Apocalipse 3:1) “...Aquele que perseverar até ao fim será salvo.” (Mateus 24:13)



“Por isso, amados, aguardando estas coisas, procurai que dele sejais achados imaculados e irrepreensíveis em paz. “ (2 Pedro 3:14)



De: ESTER PAIXÃO, líder de Evangelismo e Missões da IESF, pelo Espírito de Deus.
Palavras-chave:

heres